Mãe Normal Não é Perfeita!!

Ser mãe definitivamente não é uma tarefa fácil! E é muito normal cometemos alguns deslizes no meio do caminho.

Assista ao vídeo e tenho certeza que após assistí-ló, você perceberá que errar é naturalmente normal!!!

Anúncios

Adaptação das crianças ao Japão

Desde que chegamos aqui, muitas pessoas me perguntam como foi a adaptação das crianças aqui no Japão.

E adianto que não foi nada fácil!!

Nos passamos por diversos problemas, mas quem me acompanha nas redes sociais né, consegue imaginar isso né?

Talvez porque as redes sociais seja o nosso canto da felicidade e a parte de esconder os problemas, mas a adaptação não só das crianças, mas da família no geral, foi gradativa. Fomos nós moldando ao país e tentando melhorar o que dava!

Só que para responder a pergunta de vocês de como foi a bendita adaptação dos meus filhos aqui, nós achamos que seria mais legal contar através de vídeo!

Então, como vocês já sabem, é só clicar na imagem e irão direto pro vídeo!

Muitos beijos e até o próximo blog, Vlog, vídeo….

Estudar depois dos 30??

Vocês lembram que estava pensando em fazer algo diferente da vida?

Então, gosto de escrever e de falar, mas tem coisas que quando a gente escreve não sai igual falando e vice-versa.

Aí, nada mais legal (eu acho), do que unir meu Blog ao meu canal do Youtube.

Nesse vídeo eu conto como foi estudar após ser mãe de dois filhos e após os 30.

Assistam o vídeo e se gostarem, curtam e se inscrevam no canal . Clique na imagem abaixo para ser direcionado ao vídeo😘Clique na imagem para ser direcionado ao vídeo

Como são as lojas de doces no Japao?

Quem nunca teve a curiosidade ou a vontade de conhecer outro país?

Eu sempre fui mega curiosa e gosto de saber tim tim por tim tim de cada coisa diferente de cada país. Uma das coisas que mais gosto é observar as pessoas e seus costumes. Por isso amo morar em lugares diferentes.

Morando no Japão, gosto de fazer coisas e programas de japoneses.

Gosto de fingir ser uma pessoa diferente.

Ah quem não gosta de vez ou outra fingir ser o que não é?

Nesse vídeo que vou mostrar, fingi ser uma mãe japonesa muito rica e muito legal que compra varios doces para seus filhos.

Foi tipo assim: escolham o que quiserem, que hoje eu pago! SQN!!!

Meus filhos recebem mesada semanal e eles guardaram o dinheirinho para irem nessa lojinha de doces para poderem gravar um vídeo e mostrarem como são os docinhos daqui.

Cada um gastou 15 reais, e o que eles compraram, vocês podem conferir nos vídeos abaixo.

Sao dois vídeos, basta clicar nas fotos que vocês serão direcionados ao YouTube.

Beijos e até o próximo post!

Maternidade e Recomeço

Olá queridos leitores!

Já mencionei aqui o quanto fico feliz quando alguém lê meus textos?

Me sinto bem importante quando isso acontece, porque escrevo com todo meu sentimento e carinho!

Só que decidi fazer um pouquinho diferente no blog. Então além de pequenos textos, vou deixar registrado meus sentimentos e minhas palavras em vídeos!

Bom, então vou começar contando um pouquinho de como essa ideia surgiu, e depois, peço que assistam o vídeo para entenderem um pouco mais.

Sou mãe de dois, casada, feliz, porém desempregada! E isso tem me incomodado muito nos últimos anos.

Por outro lado, vivo praticamente em função do trabalho do meu marido.

Primeiro porque ele viajava demais, e eu não tinha como trabalhar e terceirizar totalmente a criação dos meus filhos e também porque na realidade eu não conseguia emprego porque empresas são super preconceituosas com mães.

A impressão que tenho é de que todos ali são filhos de chocadeira, pois quando eu falava que tinha dois filhos pequenos, a resposta era sempre a mesma: Entraremos em contato! Só que o contato nunca acontecia.

E pra completar, nos últimos 3 anos, meu marido passou por duas transferências de trabalho, o que dificultou um pouco mais a minha vida profissional.

E já que eu sou brasileira e não desisto nunca, decidi que esse ano faria algo diferente, que ocupasse meu tempo e quem sabe, distrairia outras pessoas além de mim. E como gosto de escrever e de falar, criei esse Blog e o meu canal no YouTube. Não ganho dinheiro, mas mantenho minha mente ocupada. E de quebra, aprendo muito e conheço varias pessoas!

Puxa, isso é tão legal!!!

Deixo agora um vídeo que eu mesma criei o roteiro e fiz a edição. Então não esperem nada profissional, ok?

É só clicar na imagem para ir direto ao vídeo! E se gostarem se inscrevam lá no canal. É bem fácil e vocês me ajudam muito quando fazem isso!!

Beijos no coração!

Quando meu filho aprenderá a ler?

23805702_1745702762108579_247503916_nA segunda pergunta que mais escuto de amigos e parentes é,  quando meu filho vai aprender a falar?

E a primeira é, quando meu filho aprenderá a ler?.

É normal que os pais tenham essa ansiedade, assim como ansiavam pelas primeiras palavras do bebê ou pelos primeiros passos. Quando a criança atinge a idade escolar, os pais logo anseiam por seu desenvolvimento na leitura e na escrita.

Mas vamos com calma!  Primeiro, quero lembrá-los que cada criança possui o seu próprio ritmo de desenvolvimento e se ela lerá rápido ou demorará um pouco mais, dependerá também dos estímulos que ela receber.

Como estimular a criança?

O primeiro passo para a leitura é a oralidade.  Pense em você como adulto aprendendo um novo idioma:  nós lemos para ter vocabulario e aprender a conversar certo?  Quando se é criança, acontece o inverso, ela tem que escutar, para obter vocabulário, aprender a falar e por último a ler e escrever.   Por isso, se você quer que seu filho tenha um bom desenvolvimento, menos televisão e mais conversa!   Fazendo isso, você terá a oportunidade de conhecer mais seu filho e descobrir a criança incrível que ela é!

É importante também  que desde muito cedo, a criança seja estimulada com livros e letras.  Você não precisa ter um acervo imenso de livros e nem jogos e mais jogos de letras em EVA, mas é importante que você leia para a criança e a insira no universo das palavras sempre que puder.

Como a criança aprende em cada fase?

A criança amadurece de forma diferente em cada fase, e com isso o seu desenvolvimento cognitivo e motor vai ficando cada vez melhor.  Vale lembrar que essa fase de alfabetização é um conjunto de desenvolvimento e a criança não deve ser forçada ou receber estímulos demais.  Tudo a seu tempo, certo?

Aos 3 anos

Gostam de ouvir historinhas.  É aquela fase do,  conta de novo?

Nessa fase a criança já tenta imitar a letra do adulto e é capaz de fazer formas e desenhos com traços firmes.

4 a 5 anos

Já é capaz de reconhecer e escrever seu próprio nome.  Nessa fase a criança escreve cartinhas e bilhetes com as letras que conhecem e já representam bem o que querem dizer através dos desenhos.

6 a 7 anos

A criança já é capaz de escrever com erros ortográficos e caminha para a convencionalidade da escrita.

Nessa fase, é mais importante estimulá-los e deixar o papel da correção para a escola.

8 e 9 anos

Nessa fase a criança já é capaz de ler e escrever corretamente.  É capaz de escrever cartas, bilhetes e redações quase com perfeição, cometendo apenas pequenos erros de pontuação e ortografia, podendo confundir ainda letras que possuem o mesmo som como x e ch, s,ss e c, z e s.   Para superar essa deficiência de escrita a criança deverá ler e ler sempre que possível.

A criança aprende brincando

Alfabetizar a criança é papel fundamental da escola, mas ela não deve ser a única protagonista na vida do seu filho.

A criança sente na família a segurança que precisa para progredir sempre.

Mas não é só isso!  A criança aprende mesmo, brincando!

Estimular a criança através de jogos e brincadeira e uma leitura gostosa em família, fará com que ela crie memórias de felicidade e encontrará no aprendizado o estímulo para a vida toda!

Afinal,  aprender é divertido!!!

Ditadura da Beleza, como livrar sua filha disso.

Dove-Real-Beauty-Campaign-1024x544

COMO A FORMA COM QUE LIDAMOS COM O NOSSO CORPO PODE INFLUENCIAR NOSSAS FILHAS?

Quem nunca se julgou na frente da espelho, ou odiou a imagem que estava vendo?

Não é raro isso acontecer na vida da mulher.

Desde cedo somos expostas e condicionadas a imagem da perfeição.  E a perfeição é ser magra e alta.  Só que a realidade de 90% das mulheres é diferente e não se encaixa nesse padrão.  E quando a sociedade te julga por isso, a gente aprende a como se sentir feia todos os dias.

E qual é o impacto disso na vida de nossas filhas?

Automaticamente, ao denegrirmos a nossa imagem frente ao espelho, inconscientemente ensinamos as nossas filhas a não se gostarem ou a se acharem feias também, já que muitas vezes elas são ou se sentem parecidas com a mãe.

Nós somos o exemplo delas, são em nós que elas se espelham e se inspiram.  E se elas veem a mãe se auto flagelando, como irão aprender a se amar?

O primeiro passo se você está com a auto estima em baixa ou realmente precisa perder uns quilinhos, é fazer algo por você.  Seja em uma alimentação mais saudável, investir numa roupa melhor ou começar a fazer exercícios físicos, o importante é seu cérebro entender que algo está sendo feito por você e passar essa mensagem ao seu corpo.

Cada vez que fazemos algo por nós, nosso corpo em conjunto, entende isso e passa uma mensagem de amor próprio, elevando a tua auto estima e fazendo você se sentir mais bela.

Assim como você nunca diz a sua filha que ela é feia, pois para você ela é o ser mais lindo do planeta (e realmente é), mas o que faz você enxergá-la assim são os olhos do amor e da admiração.  Então, partindo dessa lógica (que eu acho que realmente exista), porque não se olhar com os olhos do amor também?

Se ame, se olhe todos os dias como a mulher mais linda do universo.  Coloque todos os dias uma roupa linda e vista o seu melhor sorriso, fazendo disso uma prática constante.

Trabalhando a auto estima e o amor próprio todos os dias, você vai se tornar admiradora de si própria e de quebra ensinar a sua filha a se amar também!

Nós crescemos sob essa ditatura absurda de beleza, vamos libertar nossas filhas disso e permitir que elas cresçam como mulheres brilhantes de dentro pra fora!!!!