Não leve a vida tão a sério!

27653380_1824656104213244_1064293247_oVocê passa a vida sonhando com seus projetos, mas na hora de tirá-los do papel tem medo do que pode dar errado, ou fica com medo do que as pessoas podem pensar?  Se arrepende de coisas do passado, principalmente das oportunidades que perdeu?  

Você já parou para pensar que somos os piores sabotadores de nós mesmos?

Outro dia, eu fiz um vídeo para colocar no youtube.  Na ocasião eu achei o vídeo super legal e fiquei orgulhosa de mim.  Quando eu ia compartilhá-lo no facebook com meus amigos, escrevi a seguinte legenda:

A louca, a ridicula, a la blogueirinha, palhaça, nao tem o que fazer, vai arrumar um emprego de verdade, puta que pariu, nada a ver, zuada, se toca…

Após feito isso, eu imediatamente deletei o vídeo e fui tomar banho.

Quando finalmente eu já estava mais relaxada e os pensamentos começaram a fluir melhor, eu pensei na bobagem que eu estava fazendo.

E não estou me referindo ao vídeo, mas sim aos  pensamentos julgatórios que estava tendo comigo mesma.

E por um momento eu pensei:

Por que estou sendo tão severa comigo?  Porque estou sendo tão exigente? Eu fiz o vídeo, eu queria fazer.  Foi algo que me deu muito prazer, me diverti, me distrai, me senti bem, pois eu estava passando exatamente a mensagem que eu queria naquele vídeo.  Mas na hora de mostrar isso para as pessoas, eu me senti ridícula, acoada, amedrontada e desisti!

E quantas vezes desistimos das coisas com medo do que os outros irão pensar?

E foi aí que eu cheguei a conclusão:

Você é o seu pior sabotador!

Ao longo da nossa vida, pensamos e criamos várias situações em nossas cabeças.

É natural que a gente imagine o futuro, ou pense como poderíamos ter agido no passado.   Mas o problema é que continuamente esquecemos ou não damos a devida importância ao presente.

E muitas, incontáveis vezes, deixamos de vivê-lo!

E o nome disso é medo!

É exatamente disso que estou falando! Quantas vezes você deixou de realizar algo hoje, com medo do que as pessoas pensariam depois?

Esses medos na verdade nada mais são do que pré julgamentos, pré-conceitos  que você já desenhou na sua mente.

Será que esses julgamentos são reais ou estão apenas na sua cabeça?

Pode ser que sim, pode ser que não…

Para evitar críticas, não faça nada, não diga nada, não seja nada.

Elbert Hubbard

Em outras palavras, o que o poeta Elbert Hubbard queria dizer era que você pode levar uma vida sem julgamentos e em troca disso você não terá vivido.

E eis aqui a minha conclusão:

Eu não quero uma vida séria, uma vida de credibilidade, uma vida onde as pessoas me aplaudam. 

Eu quero uma vida onde eu sinta orgulho do que eu faço. 

Onde eu possa passar por ela e sentir todas as suas emoções. 

Eu quero sentir a alegria de amar e também a dor da perda. 

Eu quero sentir o fracasso para agradecer quando tiver o sucesso. 

Eu quero sentir a vergonha, para dar risada depois. 

Eu quero cair para sentir o gosto da vitória ao me levantar. 

E eu não quero levar a vida a sério, eu quero levar a vida na brincadeira, porque já que não sairei dela viva, vou ao menos sorrir!!

Anúncios

Autor: Juliana Palma

Pedagoga e Neuroeducadora. Educadora Parental criadora dos métodos Disciplinar Sem Drama e Parentalidade Inclusiva.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s